Bioplastia de Glúteos

Bioplastia de Glúteos

Bioplastia de glúteo é um procedimento minimamente invasivo para criar volume e definir o contorno corporal. Similar à cirurgia plástica, a técnica não inclui cortes ou internação.

Os tratamentos oferecidos pela Clínica incluem ainda preenchimento de rugas, aplicação de toxina botulínica, remoção de tatuagem a laser, radiofrequência com infravermelho para redução de celulite, laser CO2 fracionado para estrias e manchas na pele, preenchimento labial, ultrassom microfocado para flacidez facial e radiofrequência para flacidez corporal, além de equipamentos para depilação a laser, redução da gordura localizada e suor excessivo.

Todos os procedimentos são realizados com marcas liberadas pela Anvisa e realizados segundo as normas ISO 9001:2008 que garante a conformidade em prestação de serviços médicos e estéticos para preenchimento corporal e facial e aplicação de laser segundo um Sistema de Gestão da Qualidade presente em mais de 160 países. Outros procedimentos como transplante capilar e cirurgia plástica oferecidos por médicos da Clínica são realizados em hospitais.

A avaliação presencial é obrigatória antes da realização de qualquer tratamento. É durante a consulta que o médico irá analisar as condições físicas e o histórico clínico do paciente, sugerir alternativas e esclarecer as possibilidades e limitações de cada técnica, bem como responder às dúvidas do paciente.

Existem três maneiras para modificar a aparência dos glúteos no que diz respeito ao seu volume: implante de prótese de silicone, lipoescultura e bioplastia. Cada paciente possui as suas especificidades, como formato de corpo e objetivos finais, fatores que também influenciam na escolha da técnica.

A prótese de silicone vai ser escolhida levando em conta principalmente o formato de corpo do paciente. Por apresentar um formato fixo, o material torna muitas vezes inviável qualquer ajuste de volume ou contorno, principalmente nas laterais. A lipoescultura, no entanto, é indicada quando além de aumentar os glúteos, o paciente também deseja perder gordura localizada.

O procedimento utiliza o material extraído por lipoaspiração para criar volume, permitindo ainda adaptar o contorno de acordo com a vontade do paciente e seguindo as demais linhas do corpo conforme proporções estéticas sugeridas pelo médico para uma aparência mais natural. Contudo, por ser um procedimento cirúrgico, a lipoescultura exige condições físicas específicas, o que restringe sua aplicação. Além disso, este não é um procedimento definitivo, visto que a gordura é absorvida gradualmente pelo corpo, podendo provocar até mesmo assimetrias durante o processo.

A bioplastia de glúteos é um preenchimento profundo definitivo que serve de alternativa às limitações impostas pelos tratamentos cirúrgicos, permitindo ajustes de volume e contorno como aumentar, empinar, corrigir irregularidades ou definir as linhas do quadril.

Como é feita a bioplastia de glúteos

A bioplastia de glúteos consiste na aplicação de implantes líquidos por microcânulas, agulhas sem ponta que permitem uma melhor distribuição da substância preenchedora e evitam o rompimento de vasos e o surgimento de hematomas, bem como a aplicação de produto na circulação sanguínea. O procedimento só pode ser realizado por médicos e apesar de não exigir internação deve ser realizado em ambiente devidamente higienizado e com alvará da vigilância sanitária. Outra característica da técnica é o tempo reduzido de recuperação por não envolver cortes.

Durante a consulta de avaliação, caso a bioplastia seja indicada, o médico irá definir mediante as características de cada paciente qual a substância preenchedora ideal. A clínica de bioplastia em Porto Alegre trabalha com quatro delas: ácido hialurônico, hidroxiapatita de cálcio, ácido polilático e polimetilmetacrilato (PMMA), todas de marcas liberadas pela Anvisa.

Normalmente, a substância mais utilizada para bioplastia é o PMMA. Um composto sintético definitivo constituído por microesferas de polimetilmetacrilato embarcadas em coloide de carboxi-metilcelulose que permanecem inertes no local de aplicação conferindo volume e moldando o contorno. O produto é biologicamente compatível, sendo envolvido por nova camada de tecido rico em colágeno.

No entanto, existem outras opções de substâncias preenchedoras, como o ácido hialurônico, absorvível em cerca de um ano. Presente no líquido intercelular a quantidade de ácido hialurônico reduz gradualmente com o tempo, o que colabora para o surgimento de rugas. O ácido hialurônico é utilizado preferencialmente em preenchimentos superficiais de rejuvenescimento, repondo volume e estimulando a produção de colágeno, proteína responsável pela sustentação da pele. Por ser uma substância conhecida pelo nosso organismo, a chance de alergia ou rejeição é mínima.

Entre as substâncias de longa duração estão a hidroxiapatita de cálcio, comum nos ossos e ideal para o lifting dos terços médio e inferior do rosto com tempo de absorção de 18 meses. O preenchedor mais durável é o ácido polilático sintético, absorvível em dois anos e que após ser diluído em água e aplicado no corpo promove a reposição gradual de volume também através da estimulação de colágeno, criando novas linhas dentro de seis a oito semanas.

As marcas utilizadas para bioplastia em nossa clínica têm seus produtos liberados pela ANVISA, sendo importante também que o paciente verifique lote e validade nas ampolas antes da aplicação. Produtos vencidos, de marcas não autorizadas e aplicados fora das condições de higiene por profissionais sem cadastro no Conselho Regional de Medicina podem causar graves danos à saúde.

O grande diferencial da bioplastia é o tempo de recuperação, principalmente a de glúteos. Devido a aplicação da substância ser feita com uma agulha flexível e sem ponta, chamada microcânula, as chances de surgirem hematomas é muito pequena. O tratamento ainda inclui consultas de revisão, entre 15 e 30 dias após o procedimento, com o objetivo de acompanhar a resposta do corpo e fazer pequenos retoques caso necessário.

admin

× Como posso te ajudar?